13 de mar de 2012

Maturidade, desconfiômetro e auto-avaliação

Ah como isso é difícil de ser reconhecido. Pelos pais então. De fato a adolescência de hoje está muito imatura, principalmente na parte dos meninos como sempre de costume. Mas existem exceções de algumas partes, e mesmo essas não são reconhecidas tão facilmente. Eu converso com pessoas todos os dias, e converso com outras de outros países também e eu percebo uma diferença muito grande na maturidade dos adolescentes lá de fora. Acho que várias coisas em um ser humano formam a maturidade, e por isso muitas pessoas não atingem ela no tempo certo.
O que tem de gente por ai sem ter um mínimo de desconfiança com as situações do dia-a-dia é lamentável.
Sabe uma coisa que me irrita? Ver carinhas ai dando em cima de garotas que são um deserto do Saara pro caminhãozinho deles. Eu sou assim, antes de achar que eu tenho chances com alguém, eu me auto-avalio para ver se estou no mesmo nível ou superior. Não quero estar com uma pessoa que perto dela eu me sinta um trapo.

2 comentários:

  1. De fato, você disse algo de concreto, mas acredito que a palavra "ficar" fico um tanto quanto deslocada no sentido do texto. Pois, como diz no ditado popular: Quem ver cara não ver coração.
    Por esse motivo se eu gostar de alguém inferior ou superior amim, vou ter MATURIDADE de saber que escolhemos pessoas pelo que elas são formadas interiormente e não pelos complementos externos. ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bom saber a opinião de outras pessoas pois isso abrange o meu conhecimento e talvez me faça mudar o meu conceito. Mas fico decepcionado quando digitando, eu ainda não consigo me expressar de forma que a pessoa entenda realmente o que eu quis dizer.

      Excluir