17 de out de 2017

Não sou mais aquela pessoa de cinco anos atrás que vivia numa perfeita ilusão.
Tantos deuses foram desmistificados, eu amo tanto o Léo de agora, um cara que entende onde está, do seu jeito confuso e que tem dificuldades de expressar isso, mas que no fundo está tão bem por tantos motivos.
Eu já não tenho mais aquela velha companhia que me abraçava e me atrasava, ela agora só anda atrás de mim pois ainda existe uma leve conexão.
Sou grato por essa oportunidade e por estar aqui escrevendo isso as 6:19 AM.
Agora vou dormir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário